Sobre

Carlos Brandão

Carlos Brandão é Professor Titular do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da UFRJ (IPPUR/UFRJ). Doutor, Livre Docente e Professor Titular pelo Instituto de Economia da Unicamp. Pós-doutor pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Bolsista do CNPq. Pesquisador da temática do Desenvolvimento e Planejamento Regional.

Co-coordenador da Red del Desarrollo Socio-Económico-Espacial LatinoAmericano ( REDSLA )

Coordenador do site Intérpretes do Brasil.

Coordenador do Observatório Celso Furtado para o Desenvolvimento Regional.

 Currículo na Plataforma Lattes

Áreas de Atuação

  • Planejamento Regional e Urbano
  • Economia Regional e Urbana
  • Desenvolvimento Socioeconômico
  • Políticas Públicas e Planejamento

Artigos recentes

Publications

BRANDÃO, Carlos; SIQUEIRA, Hipólita (2020). Interpretations of the underdevelopment in Brazil. In Oxford Research Encyclopedia of Latin American History. Oxford University Press. Acesse Aqui

BRANDÃO, Carlos (2020). Para pensar as espacialidades e as temporalidades dos processos sociais regionalizados em conjuntura de crise disruptiva. In: SOUSA, Cidoval Moraes et al. (2020). Celso Furtado: a esperança militante (desafios). Campina Grande, EDUEPB. Acesse Aqui o volume 3.

BRANDÃO, Carlos; OLIVEIRA, Fabio L. P.; GUIMARÃES NETO, Leonardo; MONTEIRO, Valdeci (2020). Wilson Cano: intérprete da questão regional e urbana do Brasil. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR), RBEUR, v.22, e202029pt, 2020. Acesse Aqui.

BRANDÃO, Carlos (2020). Dinâmicas e transformações territoriais recentes: o papel da PNDR e das políticas públicas não regionais com impacto territorial. In: MONTEIRO NETO, Aristides (2020). Desenvolvimento Regional no Brasil: políticas, estratégias e perspectivas, Vol.2. Rio de Janeiro: IPEA, p. 151-186. Acesse Aqui.

BRANDÃO, Carlos A. (2020). Celso Furtado para interpretar o Brasil de hoje. In: SANTOS, Adroaldo Quintela e MACEDO, Mariano M. (2020). Celso Furtado: os Combates de um economista. São Paulo: Expressão Popular/FPA. Acesse o livro Aqui.

BRANDÃO, Carlos. As ausências e os elos faltantes das análises regionais no Brasil e a proposição de uma agenda de pesquisas de longo prazo. In: MONTEIRO NETO, Aristides (2020). Desenvolvimento Regional no Brasil: políticas, estratégias e perspectivas, Vol. 2. Rio de Janeiro: IPEA, p. 305-348. Acesse Aqui.

BRANDÃO, Carlos. Celso Furtado e o processo de desenvolvimento-subdesenvolvimento visto da periferia: estruturas, decisões e estratégias In: Celso Furtado: a esperança militante. Campina Grande: Editora da UEPB, p. 171-193, 2020. Acesse o livro aqui.

BRANDÃO, Carlos; SOUZA, Marcos Barcellos. Particularidades del capitalismo periférico brasileño y sus recientes oleadas de neoliberalización (1995-2018). Semestre Económico, Medelin, 22 (50), p. 23 – 45, 2019. Acesse Aqui.

BRANDÃO, Carlos Mudanças produtivas e econômicas e reconfiguração territorial no Brasil no início do século XXI. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, 21(2), p.258-279, 2019. Acesse Aqui.

WERNER, Deborah; BRANDÃO, Carlos (2019). Infraestrutura e produção social do espaço: anotações sobre suas principais mediações teóricas. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v.15, p. 287 – 301. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos (2018). The multi-scalar articulation of economic development In: FERNANDEZ, V. R. Development in Latin America: critical Discussions from the Periphery. New York: Palgrave/Macmillan.

BRANDÃO, Carlos A. Por uma geoeconomia política espacial da sociedade urbana In: SERPA, Angelo e CARLOS, Ana Fani Alessandri. Geografia Urbana: desafios teóricos contemporâneos. Salvador: EDUFBA, 2018, p. 43-54. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos (2019). Productive and economic changes and territorial reconfiguration in Brazil at the beginning of the 21st century. ANPUR Journal (RBEUR) https://rbeur.anpur.org.br/rbeur/article/view/5840/pdf_1

MONTEIRO NETO, Aristides; CASTRO, César Nunes;  BRANDÃO, Carlos (Orgs.). (2017). Desenvolvimento Regional no Brasil: políticas, estratégias e perspectivas.  Brasília, IPEA. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos (2017). Espaços da destituição e as políticas urbanas e regionais no Brasil: uma visão panorâmica. Nova Economia, Belo Horizonte, v.26, n.Especial, p. 1097-1132, 2016. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos (2017). Crise e rodadas de neoliberalização: impactos nos espaços metropolitanos e no mundo do trabalho no Brasil. Cadernos Metrópole,  São Paulo ,  v. 19, n. 38, p. 45-69,  abr.  2017. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos (2015). Capitalismo(s) y Región(es) en el singular y en el plural: desafíos para renovar el pensamiento crítico y original latino-americano e intervenir vía planificación regional. CEPAL, Serie Seminarios y Conferencias. Santiago de Chile. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos (2014). Desafios teóricos e analíticos: notas do Brasil, para retomar as articulações entre espaço, capital, trabalho, classes sociais e Estado hoje In: LIMONAD, E. e CASTRO, E. Um novo planejamento para um novo Brasil?. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2014, p. 58-79. Acesse aqui o livro .

BRANDÃO, Carlos (2014). Ignácio Rangel: intérprete do Brasil. In: IPEA. Cátedras para o Desenvolvimento: Patronos do Brasil. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos (2014). Estratégias de desenvolvimento regional, decisões e interinstitucionalidades: desafios da abordagem crítica das transformações socioespaciais e os impasses para a efetivação das políticas regionais no Brasil In: RANDOLPH, R., SIQUEIRA, H. e OLIVEIRA, A. (orgs.). Planejamento, Políticas e Experiências de Desenvolvimento Regional: problemáticas e desafios. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2014, p. 46-64. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos e SIQUEIRA, Hipólita (orgs.). Pacto federativo, integração nacional e desenvolvimento regional. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2013. Acesse Aqui.

BRANDÃO, Carlos. Sobre desenvolvimento, planejamento e desafios para a pactuação multiescalar no federalismo brasileiro. In: MONTEIRO NETO, Aristides (2014). Governos Estaduais no Federalismo Brasileiro. Brasília, IPEA, pág. 213-232. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos, FERNANDEZ, V. R. Lo urbano y el Estado en el marco de la transformación global del capitalismo. America Latina en Movimiento, v.497, p. 7-10, 2014. Acesse Aqui

BRANDÃO, Carlos. Estruturas, Hierarquias e Poderes: Furtado e o retorno à visão global de Prebisch e Perroux. Cadernos do Desenvolvimento, v.10, p. 81-90, 2012. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos. Celso Furtado: subdesenvolvimento, dependência, cultura, inventividade e criatividade. Revista de Economía Politica de la Información y de la Comunicación, Eptic, Vol. XIV, n. 1, Ene – Abr, 2012. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos. Estratégias hegemônicas e estruturas territoriais: o prisma analítico das escalas espaciais. Bahia Análise & Dados, Salvador, v. 21, n. 2, p. 303-313, abr./jun. 2011. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos. A Busca da Utopia do Planejamento Regional. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n.120, p.11-31, jan./jun. 2011. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos (2010). Acumulação primitiva permanente e desenvolvimento capitalista no Brasil contemporâneo. In: In: ALMEIDA, Alfredo Wagner B.; ACSERALD, Henri et al. (orgs.). (2010). Capitalismo globalizado e recursos territoriais – fronteiras da acumulação no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro, Lamparina, p. 39-69. Acesse Aqui.

BRANDÃO, Carlos. Desenvolvimento nacional, políticas regionais e o poder de decisão segundo Celso Furtado. Cadernos do Desenvolvimento, v.7, p.101-115, 2010. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos Antônio. Desenvolvimento, territórios e escalas espaciais: levar na devida conta as contribuições da economia política e da geografia crítica para construir a abordagem interdisciplinar. In: RIBEIRO, Maria Teresa F. e MILANI, Carlos R. S. (orgs.) Compreendendo a complexidade socioespacial contemporânea: o território como categoria de diálogo interdisciplinar. Salvador, Editora da UFBA, 2009, p. 150-185. Acesse aqui.

BRANDÃO, Carlos. O compromisso com a (n)ação em Celso Furtado: notas sobre seu sistema teórico-analítico. Economia Ensaios, v.22, p. 29-49, 2008. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos. Teorias, Estratégias e Políticas Regionais e Urbanas Recentes: anotações para uma agenda do desenvolvimento territorializado. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n.107, p.57-76, jul./dez. 2004. Acesse aqui

BRANDÃO, Carlos (2004). O processo de subdesenvolvimento, as desigualdades espaciais e o “jogo das escala”. SEI – Superintendência de Estudos e Sociais da Bahia. Desigualdades Regionais 2004 Série Estudos e Pesquisas 67 , pp. 9-37. Acesse Aqui

  1. Livro Território e Desenvolvimento PDF Deixar uma resposta
  2. Researchers I’m following Comentários fechados em Researchers I’m following
  3. Dinâmica Regional Brasileira Deixar uma resposta
  4. A necessidade de (re)pensar o Brasil com seus pensadores clássicos Deixar uma resposta
  5. Revista America Latina en Movimiento Deixar uma resposta
  6. Mobilizações Deixar uma resposta
  7. Blog do Brandão agora também no Twitter Deixar uma resposta
  8. Vídeo: 1º Congresso Internacional do Centro Celso Furtado Deixar uma resposta
  9. Vídeo: Desafios da Geografia Econômica Mundial Deixar uma resposta